facebook1

Importante

Se não quer que saibam que esteve neste site CLIQUE AQUI

Newsletter

Notícias e Comunicados

Estimada associada,Segue, em anexo, a convocatória com a a Ordem de Trabalhos para a próxima Assembleia Geral Extraordinária da UMAR que terá lugar em Lisboa, na nossa sede nacional em Alcântara (CCIF/UMAR), no Domingo ...

Estimada associada,Segue, em anexo, a convocatória com a a Ordem de Trabalhos para a próxima Assembleia Geral Extraordinária da UMAR que terá lugar em Lisboa, na nossa sede nacional em Alcântara (CCIF/UMAR), no Domingo ...

Estimada associada,Segue, em anexo, a convocatória com a a Ordem de Trabalhos para a próxima Assembleia Geral Extraordinária da UMAR que terá lugar em Lisboa, na nossa sede nacional em Alcântara (CCIF/UMAR), no Domingo ...

No sábado dia 12 de dezembro pelas 20h no restaurante Solar dos Bicos (ao lado da Casa dos Bicos) em Lisboa, vai realizar-se um jantar de abertura da comemoração dos 40 anos da UMAR.O preço por pessoa é de 15 euros (preço ...

nao assedio
UMAR é parceira da nova Campanha "Violência no namoro não é para ti"
camp viol namoroNo início de Outubro, foi lançada pela SECI - Secretaria de Estado da Cidadania e Igualdadea nova Campanha "Violência no namoro não é para ti", onde a UMAR - União de Mulheres Alternativa e Resposta é entidade parceira.

Esta campanha, dirigida ao público universitário, em parceria com a SEIES, a UMAR, as Capazes, associações e federações académicas, decorrerá durante todo ano lectivo 2016/2017.

No último estudo produzido pela UMAR sobre a violência no namoro (2016) , ficou clara a reduzida percepção dos/as jovens acerca das situações de violência, denotando a existência de um problema muito sério e grave. Entre os 2.500 jovens (entre os 12 e os 18 anos) inquiridos, quase um terço dos rapazes (32,5%) considerava legítimo exercer violência sexual e 14,5% das raparigas não via como violência forçar um beijo ou sexo, ao mesmo tempo que quase um quarto das pessoas que responderam (22%) consideraram "normal" a violência no namoro.

 
UMAR co-organiza Ciclo de Cinema Feminista no Porto
Ciclo Cinema Feminista Porto

Nos dias 13, 14 e 15 de Outubro pelas 21h00, terá lugar no Porto, na Confraria Vermelha Livraria de Mulheres, um Ciclo de Cinema Feminista, organizado no âmbito da celebração dos 40 anos da UMAR - União de Mulheres Alternativa e Resposta e do 1.º ano de actividades das companheiras da Confraria Vermelha.

Para celebrar que juntas fazemos pular o mundo, convidamos a todas e a todos para este Ciclo de Cinema Feminista.

13 de Outubro As Horas | 21h
14 de Outubro As sufragistas | 21h
15 de Outubro Ágora | 21h

A entrada é gratuita mas sujeita a pré-inscrição, pois o espaço é limitado.

Para inscrição, enviar um e-mail para: Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar
 
Solidarity with Polish Women from UMAR/Portugal

blackmonday4

As a Portuguese Women's and Feminist NGO founded in 1976, we show all solidarity with Polish women in this current difficult time, when you are facing a major threat on abortion and sexual and reproductive rights.

We also show all the support for the brave women who are struggling in demonstrations and strikes for this cause, in Poland and abroad.

Abortion Rights are Women's Rights!

My Body, My Choice!

Lisbon, October 3, 2016 | UMAR - Women's Association Alternative and Response

Ler mais »»
 
Universidade Feminista em Diálogo| Chamada de comunicações livres para 12 de Novembro
unifeminista dialogo

Chamada à participação de comunicações livres da Universidade Feminista para sessão no sábado, 12 de Novembro no Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIF/UMAR).
 
Todas/os interessadas/os poderão enviar uma proposta (máximo 300 palavras) para virem partilhar as suas ideias, trabalhos, questões. As participações podem ser feitas em formatos diversos (comunicações, performances, vídeos, posters, …).

As comunicações podem ser feitas por videoconferência com recurso ao Skype, possibilitando a participação de quem não está em Lisboa.

Data limite para envio de propostas: 17 outubro (enviar para Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar )

Entrada Livre – com possibilidade de almoço a 10€
 
EDITAL – UMAR PROJECT BYSTANDERS: DEVELOPING RESPONSES AMONG YOUNG PEOPLE
Entre o dia 30 de setembro de 2016 e o dia 11 de outubro de 2016 decorre o concurso para Técnica/o do Projeto PROJECT BYSTANDERS: DEVELOPING RESPONSES AMONG YOUNG PEOPLE (doravante designado BYSTANDERS) em regime de Contrato de Trabalho a Tempo Parcial e Termo Resolutivo Certo (com termo a 31 de agosto de 2018).

O Projeto Bystanders centra o seu foco de intervenção na comunidade escolar e educativa, enquanto espetadores/as de situações de assédio sexual, com o objetivo de formar jovens, docentes e outras/os trabalhadores/as na escola para responder ao assédio sexual, com vista à elaboração e aprovação de política educativa local de prevenção do assédio sexual em contexto escolar, como parte de uma política de prevenção primária da violência de género. O Projeto Bystanders pautar-se-á pela abordagem designada "whole school approach", ou seja, uma intervenção integrada.

Os principais critérios de seleção estabelecidos são os seguintes:
Ler mais »»
 
29 de Setembro, 5.º Aniversário do Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIF/UMAR)
CCIF 2016 Lucida Bright

A UMAR realiza, no dia 29 de Setembro pelas 18h no CCIF/UMAR em Alcântara, Lisboa, um convívio onde também será apresentada a colecção bibliográfica infanto-juvenil feminista e inclusiva do Centro de Documentação da UMAR, prova de uma das prioridades da nossa associação feminista: a igualdade e a desconstrução de estereótipos de género na educação. A entrada é livre.

O Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIF/UMAR), em funcionamento desde Setembro de 2011, organizou imensas, variadas e participadas actividades culturais e de intervenção, que juntaram associadas, amigas/os, activistas, académicas/os e demais pessoas de vários quadrantes, de Portugal e do estrangeiro em torno dos feminismos.

Foram 5 anos de partilhas e de descobertas feitas em conjunto, a grande maioria de acesso livre, abertas a toda a população.

 facebook1

Saudações feministas da UMAR
 
UMAR é parceira local do FEM TOUR TRUCK - Festival Internacional de Videoarte e Activismo Feminista
Fem Tour Truck 2

A UMAR - União de Mulheres Alternativa e Resposta, parceira do festival internacional FEM TOUR TRUCK em Lisboa, convida à presença para uma mostra de filmes de cariz feminista a decorrer no Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIF/UMAR) no próximo Sábado, 24 de Setembro, entre as 20h e as 23h .

Esta mostra aborda problemáticas como a violência de género, problemas de identidade, estereótipos e corpos colonizados, dando ênfase na visibilização de uma mulher forte, empoderada, livre e dona de si mesma.
Ler mais »»
 
Projeto Art'themis+ | Assinatura da carta de compromisso
assinatura carta 2

O projeto Art'themis irá ter continuidade no ano letivo 2016/2017 com novo nome. Agora o projeto intitula-se Art'themis+ e o programa de prevenção de violência de género nas escolas irá ser alargado ao distrito de Lisboa.

Foi assinada a carta de compromisso no dia 23 de Agosto de 2016, com a Senhora Secretária de Estado para a Cidadania e Igualdade de Género, Dra. Catarina Marcelino.

A UMAR agradece o apoio e o contributo da Dra. Catarina Marcelino para uma cidadania mais ativa e por acreditar que é fundamental o trabalho com crianças e jovens para a (re)construção de uma cultura mais igualitária e livre de violência.
 
40.º ANIVERSÁRIO DA UMAR (1976-2016) | 12 SET, 18h00 no CCIF/UMAR
UMAR 40 ANOS - 12 SET 2016

Na 2.ª feira, 12 de Setembro, a partir das 18h00, vamos estar juntas/os para comemorar os 40 anos da UMAR - União de Mulheres Alternativa e Resposta com um encontro no Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIF/UMAR) em Lisboa, Alcântara.
Durante o convívio será apresentado um pequeno vídeo da história da UMAR e será lançada a Agenda Feminista 2017, entre outras surpresas.
Agradecemos que confirmes a tua presença para o e-mail: Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar
Saudações feministas da UMAR
 
O FEMINISMO EM PORTUGAL ESTÁ DE LUTO
maria isabel barrenoFaleceu, no dia 3 de Setembro, uma das mentes mais brilhantes do feminismo em Portugal – Maria Isabel Barreno.
A UMAR – União de Mulheres Alternativa e Resposta lamenta profundamente a sua morte e compromete-se a que lhe seja feita uma grande homenagem, que não foi possível fazer em vida.
Escritora, feminista, investigadora, autora de mais de 20 títulos e co-autora das Novas Cartas Portuguesas, Maria Isabel Barreno deixou-nos uma obra marcante, escrita ainda antes das Novas Cartas. Esse livro, infelizmente pouco conhecido, chama-se “A morte da mãe”.
Nada melhor do que colocar neste texto, as suas palavras escritas nesse livro, como forma de a recordar e de expressar o sentimento de enorme admiração que temos para com ela.

Querida Maria Isabel Barreno,
Obrigada pela obra que nos deixaste.
Obrigada pela tua enorme solidariedade feminista.
Até sempre!
A direção da UMAR

Do livro A morte da mãe, Lisboa, Editorial Caminho, 1989:
“As mulheres continuam ocultas. Já muito se tem falado sobre elas: as coisas mudaram, num sentido e numa quantidade que há dez ou quinze anos seria impensável. No entanto, a maioria do que se diz e empreende relativamente às mulheres fica ainda numa margem relativamente superficial: na margem da funcionalidade, do estreitamente económico; nas margens de um sistema social que não quer, profundamente alterar-se”. (p.11)
“Explicaram-me primeiro que as mulheres têm ficado quase sempre em casa fazendo filhos e tricot; explicaram-me depois, com a grande paciência com que sempre fui tratada, que, quando se dizia homem, as palavras deviam ser vistas com maiúsculas, Homem, e que se pretendia com isso significar o ser humano, e todas as importantes coisas com ele relacionadas.
Mas, porque ficaram as mulheres em casa? E porque desapareceram elas nessa sombra linguística? Perguntei várias vezes sem que me tivessem dado resposta.
Crescida, adulta, o meu filho, pequeno perguntou-me: “Mãe é verdade que os homens fazem tudo?” A História dos homens está nos livros; mas a história das mulheres só é decifrável ao longo da cada vida”. (p.18)
 
Dia Mundial contra o tráfico de pessoas
TSH

Hoje comemora-se, pelo terceiro ano, o dia Mundial Contra o Tráfico de Seres Humanos (TSH).

Em 2015, e de acordo com os dados do Observatório do Tráfico de Seres Humanos, foram sinalizadas, em Portugal, 135 presumíveis vítimas de TSH, e, no estrangeiro, 58 presumíveis vítimas de TSH de cidadania portuguesa. Relativamente às (presumíveis) vítimas sinalizadas em Portugal verifica-se, tal como vem acontecendo nos últimos anos, uma "clara representatividade de registos de tráfico para fins de exploração laboral" (www.otsh.mai.gov.pt).

Em 2016, em Portugal, e por iniciativa do Bloco de Esquerda, foi dado mais um passo no combate a esta forma de violação dos direitos humanos com a recente aprovação, na Assembleia da República, do diploma sobre o combate ao trabalho forçado e outras formas de exploração laboral.

A UMAR saúda esta iniciativa, pois só assim é possível responsabilizar e penalizar toda a cadeia de contratação e subcontratação acabando-se com a impunidade que tem imperado em Portugal, em relação, por exemplo, aos proprietários de explorações agrícolas.

A UMAR integra várias redes regionais, nacionais e europeias contra o tráfico de seres humanos e em 2016, tal como na década de 70 do século passado, altura em que lançou um manifesto contra o tráfico de mulheres, e, promoveu uma concentração na Praça da Batalha/Porto, mantém o seu compromisso na luta contra o tráfico de seres humanos.
 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 Seguinte > Final >>

Pág. 2 de 7