facebook1

APOIE A UMAR
NA SUA DECLARAÇÃO
DE IRS!

irs

Apoiar a UMAR - União de Mulheres Alternativa e Resposta é muito simples e gratuito! Basta canalizar legalmente 0.5% do IRS que já pagou ao Estado para a UMAR - não custa nada!

Basta no Modelo 3 ir ao Anexo H, escolher o Campo 1101 do Quadro 11 e colocar o NIF da UMAR: 501 056 246

Assim, ajuda-nos a continuar o nosso trabalho de intervenção social, que já conta com 40 anos. Esta é uma forma de contribuir para o activismo em prol da Igualdade de Género e o trabalho político, social e cultural que desenvolvemos. Apoia-nos na luta contra as múltiplas discriminações e pelo fim das violências sobre as mulheres!

OBRIGADA!

Importante

Se não quer que saibam que esteve neste site CLIQUE AQUI

Newsletter

Para informação/apoio
Ligue:
144 - Emergência Social (24h)

800 202 148 - Serviço de Informação a Vítimas de Violência Doméstica (24h)

808 222 003 - Sexualidade em Linha (dias úteis das 10h às 19h e sábado das 10h às 17h)

808 242 424 - Linha Saúde 24 (24h)

808 252 257 - Linha SOS Imigrante (dias úteis das 08h30 às 20h30)
nao assedio
Debate em torno d'"O Tabu da Abstracção no Feminismo", de Roswitha Scholz
Im allergicSábado, 26 de Maio

17h

Centro de Cultura e Intervenção Feminista

com Bruno Lamas e Fátima Orta Jacinto

Debate em torno d'"O Tabu da Abstracção no Feminismo", de Roswitha Scholz

Debate em torno do ensaio de Roswitha Scholz "O Tabu da Abstracção no Feminismo. Como se esquece o universal do patriarcado produtor de mercadorias".

Ensaio apresentado pelo círculo de leitores da revista alemã "EXIT! crise e crítica da sociedade das mercadorias" http://obeco.planetaclix.pt/ e http://www.exit-online.org.

O ensaio em discussão: http://o-beco.planetaclix.pt/roswitha-scholz15.htm

Para uma melhor compreensão do texto em debate e da sua autora, vale a pena também ler o ensaio do link abaixo: http://o-beco.planetaclix.pt/bruno-lamas.htm