facebook1

Importante

Se não quer que saibam que esteve neste site CLIQUE AQUI

Newsletter

Notícias e Comunicados

Estimada associada,Segue, em anexo, a convocatória com a a Ordem de Trabalhos para a próxima Assembleia Geral Extraordinária da UMAR que terá lugar em Lisboa, na nossa sede nacional em Alcântara (CCIF/UMAR), no Domingo ...

Estimada associada,Segue, em anexo, a convocatória com a a Ordem de Trabalhos para a próxima Assembleia Geral Extraordinária da UMAR que terá lugar em Lisboa, na nossa sede nacional em Alcântara (CCIF/UMAR), no Domingo ...

Estimada associada,Segue, em anexo, a convocatória com a a Ordem de Trabalhos para a próxima Assembleia Geral Extraordinária da UMAR que terá lugar em Lisboa, na nossa sede nacional em Alcântara (CCIF/UMAR), no Domingo ...

No sábado dia 12 de dezembro pelas 20h no restaurante Solar dos Bicos (ao lado da Casa dos Bicos) em Lisboa, vai realizar-se um jantar de abertura da comemoração dos 40 anos da UMAR.O preço por pessoa é de 15 euros (preço ...

nao assedio
Formações da UMAR em Lisboa, de Prevenção e Combate à Violência Doméstica e de Género | Inscrições abertas
Divulgamos as acções de formação (gratuitas) que serão realizadas pela UMAR - União de Mulheres Alternativa e Resposta no âmbito do 1.º Plano Municipal de Prevenção e Combate à Violência Doméstica e de Género da Câmara Municipal de Lisboa.

São 5 acções de formação, sendo que as inscrições para a Formação TAV - Técnicos/as de Apoio à Vítima terminam a 20 de Agosto.

Para mais informações, contactar: Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar
Ler mais »»
 
30 de Julho – Dia Mundial contra o Tráfico de Seres Humanos
logo coracao-pt 1Divulgamos documento da Rede Regional de Lisboa e Vale do Tejo de Apoio e Proteção a Vítimas de TSH, que a UMAR – União de Mulheres Alternativa e Resposta integra e subscreve, para o dia 30 de Julho de 2017.

O tráfico de seres humanos (TSH) constitui uma grave violação dos direitos humanos que afeta todos os países do mundo e pode potencialmente atingir cada um/a de nós.

Portugal é considerado como país de destino, trânsito e origem de pessoas vítimas do crime de tráfico de seres humanos. Em 2016, e de acordo com dados do Observatório do Tráfico de Seres Humanos (OTSH), foram sinalizadas 264 presumíveis vítimas de TSH. À semelhança do que vem acontecendo nos últimos anos, continua a verificar-se uma clara representatividade de registos de (presumível) tráfico para fins de exploração laboral (152). Ainda de acordo com dados do OTSH, “cruzando as variáveis Sexo e Tipo de Exploração observa-se uma clara dimensão de género: para os registos de tráfico para fins de exploração laboral prevalecem (presumíveis) vítimas do sexo masculino, e para os registos de tráfico para fins de exploração sexual prevalecem (presumíveis) vítimas do sexo feminino” (www.otsh.mai.gov.pt).
Ler mais »»
 
QUI, 6 Julho, 18h00 // Simpósio Sexismo nas Universidades em Portugal |Lisboa, CCIF/UMAR
19554410 1098739493559018 4075777828420605279 nNa próxima 5.ª feira, 6 de Julho, entre as 18h00 e as 20h00, terá lugar no Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIF/UMAR) o Simpósio "Sexismo nas Universidades em Portugal" que pretende criar um espaço de discussão sobre as diferentes manifestações de sexismo nas universidades em Portugal.

De forma mais ou menos explícita, é possível identificar sexismo nas mais diversas áreas de conhecimento científico e em todos os aspetos da vida universitária: nos currículos, nas praxes, nas associações académicas, na progressão na carreira docente, na linguagem, no valor atribuído a diferentes disciplinas, na distribuição dos cargos de gestão ou nas dinâmicas de assédio sexual. Este sexismo não existe isoladamente e funciona em interseção com outras dinâmicas de discriminação, incluindo o racismo ou a homofobia.
Ler mais »»
 
Primeiras Jornadas: Prisões e Mulheres, Lisboa (CCIF/UMAR), 30 de Junho a 2 de Julho
mulheres e prisoesAs Primeiras Jornadas: Prisões e Mulheres têm origem no trabalho colectivo de diversas pessoas (com trabalho em associações, organizações e projetos académicos comprometidos com a defesas dos direitos das pessoas presas e suas famílias) que estão a organizar este evento com a UMAR - União de Mulheres Alternativa e Resposta e o OEP - Observatório Europeu das Prisões.

As Primeiras Jornadas: Prisões e Mulheres decorrerão em Lisboa, no Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIF/UMAR) na 6.ª feira 30 de Junho (18h00-21h00), Sábado 1 de Julho (10h00-20h00) e Domingo 2 de Julho (10h00-13h30).

Inscrições gratuitas, aqui.

Evento: www.facebook.com/jornadas.prisoes.mulheres.2017/
Portal do evento: https://jornadasprisoesemu.wixsite.com/2017
Programa: https://jornadasprisoesemu.wixsite.com/2017/programacao
 
Workshop Violência no Namoro, Lisboa (CCIF/UMAR), 27 de Junho
violencia namoro 2017 1

A Universidade Feminista e o projeto da UMAR Art'hemis+ realizam na 3.ª feira, 27 de Junho entre as 19h00 e as 20h00 no Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIF/UMAR) em Lisboa, um Workshop sobre Violência no Namoro destinado a profissionais que trabalham na área.

As inscrições são gratuitas, e devem ser enviadas para: Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar
 
Identidades de género e Direitos Sexuais e Reprodutivos, Porto, 4 e 11 de Julho
ciclo 4julho

A UMAR-União de Mulheres Alternativa e Resposta, no âmbito do projeto CAPACITARTE, organiza o "Ciclo de Workshops Igualdade e Violência de Género" no Porto.
Cada workshop tem a duração de 12h e a inscrição é gratuita.

»»» Identidades de Género e Direitos Sexuais e Reprodutivos «««

O quarto workshop deste ciclo, irá decorrer nos dias 4 e 11 de julho e será dinamizado por Ana Beires e Manuela Tavares.

~~~ Horário ~~~
10h -13h || 14h-17h

~~~ Inscrições ~~~
para o email
Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar
Gratuitas (sujeitas às vagas disponíveis)
 
Direitos das mulheres e Feminismos, Braga, 3 e 4 de Julho.
ciclo 3julho

A UMAR-União de Mulheres Alternativa e Resposta, no âmbito do projeto CAPACITARTE, organiza o "Ciclo de Workshops Igualdade e Violência de Género" em Braga.
Cada workshop tem a duração de 12h e a inscrição é gratuita.

"História dos Direitos das Mulheres e dos Feminismos" é o terceiro workshop deste ciclo, irá decorrer nos dias 3 e 4 de julho e será dinamizado por Manuela Tavares.
Ler mais »»
 
SEX, 9 JUN, 18h30 // Debate: Prostituição / Trabalho Sexual
explora
No dia 9 de Junho será dinamizado um debate no Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIF/UMAR) pela Universidade Feminista sobre Prostituição / Trabalho Sexual, que contará com as intervenções de Alexandra Oliveira (FPCE-UP), Isabel Rebelo (SEIES), Ivan Gonçalves (PS) e Manuela Tavares (UMAR). Moderação por Eduarda Ferreira.

Entrada livre.
 
Não à culpabilização e revitimização das vítimas de violência sexual. Contra a cultura da violação!

COMUNICADO DE IMPRENSA DA UMAR - 25 de Maio


Os casos de agressão e abuso sexuais que ocorreram na semana passada, na Queima das Fitas do Porto e no Enterro da Gata em Braga, a par da sua publicação nas redes sociais e os comentários vexatórios e acusatórios que se lhes seguiram, assim como a desvalorização e naturalização do ato, quer por parte dos intervenientes, quer dos órgãos de comunicação social e parte da opinião pública, revelam que vivemos numa cultura da violação que permite que abusos desta natureza permaneçam impunes sem serem socialmente condenados e reconhecidos enquanto tal.

A democratização das novas tecnologias e as redes sociais permitem que cada vez mais situações de violência cheguem ao público de forma quase instantânea e massiva. Isto contribui para a ampliação da já habitual revitimização das pessoas agredidas, que, para além de terem de lidar com a violência de que foram alvo, continuam a ser agredidas com a difusão da sua própria agressão.

Os órgãos de comunicação social perpetuam os abusos sofridos pela jovem agredida no Porto ao continuarem a divulgar a sua imagem (mesmo tal constituindo um crime) e através de discursos - ora vitimizantes, ora culpabilizantes - que disseminam. Ao mesmo tempo, as redes sociais censuram a divulgação da imagem dos agressores e cúmplices destas agressões. Tal apenas comprova que as mulheres são alvos mais frequentes de tratamento sensacionalista do que os homens e que a produção jornalística e, por consequência, a opinião pública, continuam ainda presas na construção da categoria mulher assente no binómio sexista “santa/puta”. Esta descontextualização por parte da imprensa retira, assim, o significado real do que é a violência sexual contra as mulheres.
Ler mais »»
 
SEMINÁRIO MEMÓRIA E FEMINISMOS
Histórias de vida inseridas num percurso de 40 anos de feminismos em Portugal
27 de Maio de 2017 - CCIF/UMAR

10,30 h Sessão de abertura
Teresa Fragoso, Presidente da CIG
Teresa Sales, Coordenadora do Projeto Memória e Feminismos

11,00 h Coffee-break

11,15 h às 12,15 h 1º Painel
Alice Samara, Investigadora no Instituto de História Contemporânea (FCSH/UNL)
Ana Maria Braga da Cruz, Jurista, ex-Presidente da CIDM
Ana Maria Pessoa, Professora na ESE de Setúbal
Anne Cova, Historiadora, Investigadora no ICS (moderação)

12,15 h às 13 h Debate
Ler mais »»
 
SÁB, 27 MAIO no CCIF/UMAR |Histórias de Vida inseridas num Percurso de 40 Anos de Feminismos em Portugal
memorias feminismo 40 Anos 1

A UMAR – União de Mulheres Alternativa e Resposta tem o prazer de anunciar a realização do seu seminário "Histórias de Vida inseridas num Percurso de 40 Anos de Feminismos em Portugal" no âmbito da V Edição do nosso Projecto Memória e Feminismos, financiado pela Pequena Subvenção da CIG - Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género, a realizar-se no Sábado 27 de Maio entre as 10h e as 17h30 no Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIF/UMAR) em Lisboa, Alcântara.
ler mais »»
 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte > Final >>

Pág. 1 de 11